Revalidação: Por que passar no teste de inglês parece ser tão difícil para muitos brasileiros?

Quando nós, brasileiros que vivemos no exterior, dividimos nossa experiência com outras  pessoas que também estão estudando para o teste de inglês, temos a sensação de que  passar no teste parece ser bem mais difícil para nós do que para outros colegas de outras nacionalidades. É inquestionável que o sucesso depende do nível de inglês do candidato e não pretendo numerar aqui os motivos que levam alguns a serem aprovados mais rápido do que outros, mas pretendo trazer uma reflexão sobre os motivos que fazem o teste ser mais difícil para nós brasileiros do que para nossos colegas estrangeiros. 

Além do nosso país não  possuir o inglês como um segundo idioma, o que facilita muito para candidatos que vêm de países com esta vantagem, um outro motivo é que o contato com o idioma inglês é um previlégio para poucos no Brasil. Uma notícia publicada no site Terra em 2019 detalhou um levantamento feito pela Britsh Council que apenas 5% da população brasileira sabe se comunicar em inglês, e destes, apenas 1% possui algum grau de fluência. Esta estatística colocou o Brasil num ranking bem baixo em uma lista de 70 países, ficando abaixo de outros países latino americanos como Equador, Chile, Peru e México. Esta notícia mostra claramente o quanto a maioria dos brasileiros está  em desvantagem quando a questão é o conhecimento em inglês. O que faz todo o sentido e não somente explica essa luta árdua que enfrentamos, como também a grande esperança e alegria que experimentamos quando vemos um colega ultrapassando essa etapa.

Um outro motivo que pode fazer o teste parecer ser bem mais difícil para nós, tem alguma relação com um outro ponto da pesquisa, que mostra que o brasileiro costuma exagerar ao qualificar o seu conhecimento no idioma. “Quem nunca” ? Eu me identifico muito com esse exemplo quando fiz o 1° IELTS em 2017 querendo passar, naquela época, pelo menos na segunda tentativa.

Então, a dica que deixo para você é: Não se cobre! Se você fizer isso você vai sofrer mais. O mais importante é descobrirmos quais são as nossas limitações, trabalhar em cima delas e respeitar o nosso próprio tempo de aprendizado que é tão individual.

Deixe seu comentário! Compartilhe este post em suas redes sociais e assine para receber novos posts diretamente em sua caixa de entrada. É grátis!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s