Cidadania Européia X Experiência: O impacto desses 2 critérios no processo de revalidação.

Se até à metade deste ano, futuros candidatos ao processo de revalidação pelo NMBI que possuem uma cidadania européia,  tinham alguma esperança de ter algum benefício em sua aplicação por esse motivo, essas esperanças caíram por terra para muitos brasileiros a partir de setembro quando o processo passou a ser online. Isso porque o novo Guia do Candidato, ao detalhar os critérios que tornam o aplicante elegível, ou apto para o processo, introduziu agora um novo critério para quem se graduou em outro país e possui cidadania eurpoéia: Tem que ter revalidado o diploma e trabalhado em algum país da Europa por no mínimo 3 anos.

Ao responder uma série de perguntas durante o processo que classificará o seu grupo como candidato, quem tem cidadania ou alguma relação familiar com um cidadão europeu precisará responder positivamente à um dos seguintes critérios identificados pela letra “Q” que significa Qualification Criteria”:

1°- “Eu me formei na Europa”… ou

2°- “Eu me formei fora da Europa e tenho três anos de experiência profissional na Europa com planejamento, organização e administração de cuidados”, ou

3°- “Eu me formei na Europa e comecei minha graduação antes da data de referência do país”.

Para mais detalhes desses critérios, visite a página 11 do Guia do Candidato disponível para download em https://www.nmbi.ie/NMBI/media/NMBI/Applicant_User_Guide.pdf?ext=.pdf

Sendo assim, o brasileiro que possui o tão desejado passaporte vermelho mas não se encaixa positivamente em nenhum desses três critérios mencionados acima, iniciará sua aplicação como G3. E como era antes? Antes, não havia nenhuma menção à diferenças no processo para candidatos com dupla cidadania, o que levava o conselho do país a analisar cada caso individualmente podendo o candidato ser aceito ou não como Grupo 2. Hoje, o processo tem um protocolo a ser seguido e que te permitirá avançar automaticamente dependendo de suas respostas aos critérios de elegibilidade.

E a questão da experiência? Em relação à isso nada mudou. Assim como no antigo processo via correio, hoje também para quem se formou há mais de 5 anos atrás, precisa ter trabalhado por no mínimo 12 meses dentro dos últimos 5 anos e para candidatos graduados há menos de 5 anos atrás o pré requisito da experiência não é obrigatório. Página 17.

Quero informar à vocês, meus queridos leitores, que os detalhes acima foram extraídos do novo Guia do Candidato com partes dessas informações confirmadas pelo NMBI por email, com excessões do pré requisito de expiração do prazo da experiência recente (não mais que 5 anos atrás) e da liberação de experiência para recém formados; Onde eles responderam através de um último email enviado hoje, que questões como estas são muito específicas e precisam ser explicadas pessoalmente através do número: 1890 200 166.

Incentivo à todos que tenham qualquer dúvida em relação ao seu caso, principalmente em relação à expiração de seus anos sem atuar na área, que entrem em contato com eles por telefone para maiores esclarecimentos.

Muito obrigada por acompanhar este site!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s